segunda-feira, 29 de junho de 2015

Museu de arte moderna no Rio de Janeiro (MAM-RJ)


- Uma das mais importantes instituições culturais do Brasil;
- Projeto Construtivo: Affonso Eduardo Reidy (arquiteto);
- Projeto Paisagístico: Roberto Burle Marx (arquiteto), têve ansia de transferir a imagem nacional usando como base suas telas pictóricas e introduzindo a flora nativa no paisagismo;

Elaboração Paisagística Roberto Burle Marx
- Concretismo e Neoconcretismo;
- Consideração pela topografia;
- Rigor geométrico;
- Surgem com o encontro de linhas horizontais e linhas verticais, com preenchimento dos espaços por cores primárias;
- Espelhos d’água;
- Associação de mobiliário urbano e espécies vegetais;
- Níveis diferenciados e com tamanhos desproporcionais;
- Assimetria;
- Relação do ser humano e o meio ambiente;

Características do Estudo Volumétrico
- Contraposição a verticalidade das montanhas;
- Estrutura vazada e transparente;
- Planta livre, com paredes sem fim estrutural;
- Planta retangular de 130,00m de extensão por 26,00m de largura;

Setorização
- Segundo Pavimento destinado a exposições; 
- Terceiro Pavimento destinado para exposições, biblioteca, setor administrativo e auditório para 200 pessoas;
- Na extremidade leste situa-se o teatro com capacidade para mil pessoas;

Planta baixas

Cortes Esquemáticos

Elevações

Implantação

Elementos Construtivos


- 14 Pórticos em concreto armado aparente; 
- Possibilitam que o vão seja completamente livre de apoios internos; 
- Pilares em V; 
- Sustento do primeiro pavimento e apoio da cobertura; 
- Tirantes e cabos de aço estruturam os mezaninos; 
- Utilização de sheds, lanternins para iluminação zenital;

Paisagismo


- Pavimentação: Granito em Lajes e Mosaicos Portuguêses; 
- Duas tonalidades de gramas, para dar continuidade aos mosaicos, e algumas superfícies com cores uniformes; 
- Palmeira Real; 
- Áreas de estar; 
- Plantas resistentes ao clima local;

Um comentário: